Alopecia Feminina – Causas, Tratamentos e Remédios Naturais

A alopecia feminina, longe de afetar um pequeno grupo de mulheres, é uma incômoda realidade para 40% das mulheres com mais de 50 anos. Além disso, e de acordo com as estimativas clínicas, pelo menos, 50% das mulheres chegam a sofrer durante suas vidas.

alopecia feminina

Se você tem mais dúvidas sobre este assunto, ou quer aprender a resolver, de uma vez por todas, não deixe de consultar os tópicos abaixo.

O que é alopecia feminina?

É definida como a perda parcial ou total do cabelo em indivíduos do sexo feminino. Geralmente, esse transtorno começa a se manifestar por volta dos 25 e 30 anos de idade, e o principal indício é o aparecimento de cabelos mais curtos e finos de cada vez. Ao mesmo tempo, os pêlos do couro cabeludo pode até perder a cor e mostrar-se completamente transparente.

Cada um desses cenários ocorre geralmente na parte frontal e superior da cabeça, o que também gera implicações estéticas muito mais sensíveis que os homens, sobretudo pela componente social que isso significa.

Causas da calvície feminina

As causas da calvície feminina pode ser muito variadas, de cenários de estresse emocional agudo (perda de um ente querido, doença mental, etc.) até a ingestão de alguns medicamentos para a pressão arterial ou com altas doses de vitamina A. Ao mesmo tempo, esta patologia, que pode ser genética, em muitos casos, também possui outros fatores de risco, como podem ser desequilíbrios hormonais durante a gravidez, o uso de contraceptivos, o estresse físico produzido por anemia ou perdas bruscas de peso, e, finalmente, a menopausa.

Por último, devemos apontar para o envelhecimento, como outra das causas mais comuns associadas à perda do cabelo nas mulheres. Durante a terceira idade, os níveis de andrógenos se alteram, algo que pode desencadear uma alopecia, especialmente se você fez uso frequente de tratamentos para alisar o cabelo.

Sintomas da alopecia feminina

Ao contrário da calvície masculina, a alopecia feminina mostra um padrão completamente diferente. Neste caso, o cabelo começa a experimentar um emagrecimento prolongado, diminuindo a densidade capilar em algumas áreas, como a coroa e a parte superior do couro cabeludo.

Geralmente, esta situação inicia-se na parte central do cabelo, e a partir de aqui, se alarga, chegando, em raras ocasiões, a linha de implantação frontal do cabelo. Não é habitual que a alopecia feminina termine em uma calvície total, como acontece no caso dos homens. Do mesmo modo, o método programa de reconstrução capilar funciona e não produz úlceras de pele no couro cabeludo.

Tratamentos para a alopecia feminina

Para tratar a alopécia feminina, é necessário realizar um diagnóstico inicial, que permita determinar a presença de andrógenos, ou seja, de hormônios masculinos, que causam a perda de cabelo. Do mesmo modo se poderá realizar uma biópsia de pele, ou exames de sangue para descartar outros distúrbios cutâneos. A partir deste ponto, o especialista pode recomendar a suplementação de medicamentos, tendo em conta que a calvície feminina é um distúrbio permanente, e que tende a se agravar com o tempo.

O hair loss blocker, além de ser o único medicamento que conta com aprovação médica, é o mais eficaz para tratar a calvície. Não obstante, além do hair loss blocker existem outros tratamentos com o uso de cimetidina, cetoconazol e espironolactona que podem oferecer resultados semelhantes. Em último lugar, uma pessoa que sofre de alopecia feminina pode recorrer ao implante de cabelo, apesar de, geralmente, ser muito caro.

Remédios naturais para a calvície feminina

  • Cebola e alho: Obrigado as propriedades antibióticas desses dois alimentos, podem ser utilizados para tratar as infecções do couro cabeludo.
  • Cenoura e leite de coco: As vitaminas e os aminoácidos presentes no coco, juntamente com os antioxidantes e oligoelementos de cenoura, representam um poderoso remédio para devolver a saúde aos cabelos e fortalecer.
  • Vinagre de maçã: Ou também vinagre de arroz. São dois remédios ideais para prevenir ou combater a queda de cabelo, especialmente quando se deve a um excesso de gordura no couro cabeludo.
  • Aloe Vera: É um ótimo cicatrizante, hidratante, antinflamatorio e hidratante, o que é indispensável para tratar a alopécia feminina.
  • Beterraba: Aplique sobre o couro cabeludo para potenciar o crescimento do cabelo. Sua composição de potássio, fósforo, cálcio e vitaminas B e C, são excepcionais.
  • Romero: O óleo essencial de alecrim pode se tornar uma poderosa solução para a calvície feminina, assim como os óleos essenciais de lavanda, camomila e sálvia.
  • Alimentação balanceada: O peixe, a soja, as castanhas e os vegetais de folha verde, devem ser priorizados na dieta para contar com um aporte adequado de nutrientes para fortalecer o cabelo.

Dicas para evitar a alopecia feminina

– Viva a sua vida sem stress. Agora encoste-se em alguns recursos, como a risoterapia, ioga e esportes, para relaxar o seu corpo e sua mente.

– Se você tem cenários de depressão, estresse ou doença, procure imediatamente um médico antes que a situação se agrave.

– Aposta por uma alimentação responsável e saudável. Potência o cálcio, o ferro e as vitaminas em suas refeições. Isso irá fortalecer seu couro cabeludo.

– Não utilize escovas com cerdas duras, e acima de tudo, não use penteados, onde o cabelo fica demasiado apertado.

– Não fumes. Além de ser prejudicial para os seus pulmões, também arremete contra o folículo piloso.

Lava o seu cabelo, mas não diariamente. Uma lavagem frequente pode prejudica-la e fazê-lo extremamente frágil ao ponto de deteriorar-se.

Use shampoos naturais e com aporte de nutrientes. Não confie aqueles que contenham produtos químicos agressivos ou sulfatos.

– Emprega cada certo tempo um óleo essencial, e aplique uma massagem relaxante no couro cabeludo para estimular o sistema circulatório.

– Os ferros, as placas e as secadoras não estão proibidas de tudo, mas se você quer realmente vencer a calvície faça um uso moderado desses equipamentos.

– Corte o cabelo a cada três ou quatro meses para proporcionar maior força e saúde.